Na última terça-feira, 10 de fevereiro, o Circo CRESCER E VIVER realizou uma Oficina de Educação em Saúde, ministrada por Margareth Attianeze, do Espaço Livre de Orientação em Sexualidade e Saúde (ELOSS), do Núcleo de Estudos de Saúde do Adolescente (NESA), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).  A iniciativa veio através da parceria do Circo CRESCER E VIVER com o Operador do Sistema Elétrico (ONS) que nos indicou e financiou a oficina e o lanche após as atividades.

Na Oficina de Educação em Saúde, Margareth conversou com alunos do Circo Social das Trupes II (entre 13 e 15 anos) e Trupe III (entre 16 e 24 anos), sobre saúde e sexualidade. O objetivo do papo é a prevenção contra o vírus das AIDS e de outras doenças transmissíveis através de relações sexuais. Especialmente no Carnaval, aumentam os índices de contaminação. Margareth falou sobre as formas de contágio, prevenção com uso de camisinhas (masculina e feminina) e mostrou aos adolescentes e jovens, através de maquetes, como se deve colocar os preservativos (masculino e feminino). A orientadora também falou sobre como deve agir quem suspeita ter o vírus, orientando a procurar um médico e fazer o teste de HIV, para, caso o resultado seja positivo, a pessoa começar a se tratar o quanto antes de forma adequada para poder ter uma qualidade de vida e minimizar a possibilidade da instalação de doenças oportunistas que podem levar à morte.

Margareth também colocou em discussão a questão do preconceito que é muito comum contra quem tem o HIV, mesmo que não tenha desenvolvido a doença e também sobre o preconceito que sofrem homossexuais. Muita gente ainda acha que a AIDS é uma doença transmitida por pessoas que têm orientação homossexual, quando já ficou provado que heterossexuais também podem se contaminar e transmitir a doença.

Após o bate-papo, o grupo foi dividido em dois, onde cada integrante pegou uma plaquinha de um personagem como o pai, a mãe, o usuário de drogas, o folião, o religioso, a foliã, o turista, entre outros, para compor personagens e situações sobre os temas abordados. Os grupos apresentaram esquetes criadas por eles e depois todo mundo analisou os personagens e situações junto com a orientadora.

Enquanto isso, a Trupe I (de 7 a 12 anos) teve outras atividades com os educadores Luiz, Washington e Wanderson, como o jogo forca, para adivinhar palavras e criação de desenhos.

Ao final das atividades, todas as trupes lancharam. Teve mini-pizza, mini-hamburguer de carne e de frango, batata frita, cachorro quente e refrigerante.

SOBRE O ELLOSS:

O Espaço Livre de Orientação em Sexualidade e Saúde (ELOSS) é um programa da Atenção Primária do NESA, criado para atender adolescentes e profissionais de saúde e educação que tenham interesse em aprofundar seus conhecimentos, esclarecer dúvidas ou realizar trabalhos voltados para a saúde do adolescente.

O ELOSS possui um acervo de materiais educativos, que contém: vídeos, livros, cartilhas, folhetos, cartazes, jogos e modelos do sistema reprodutor masculino e feminino.

Esses materiais estão disponíveis para serem consultados, emprestados ou doados.

O Programa oferece, também, curso de capacitação para profissionais que lidam com adolescentes e promotores de saúde, cujo objetivo é formar multiplicadores em saúde do adolescente.

Confira a galeria da Oficina e das atividades da Trupe I

Atendimentos do Eloss:
De Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h

Endereço: Av. 28 de setembro, nº 109 – Fundos

Pavilhão Floriano Stoffel, Sala 3 – Vila Isabel – Rio de Janeiro – RJ

Tel: (0xx21) 2334 – 2071  – Ramais 218 e 225

Email: eloss.nesa@gmail.com

Site: NESA

O Circo Crescer e Viver tem Patrocínio do Governo do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de Cultura, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, da Petrobras, da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura, do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e da Hope, e apoio da ABC Trust.