Os artistas que se formam no picadeiro do Circo CRESCER E VIVER têm um diferencial no curriculum. Uma das principais preocupações da instituição com relação à formação artística de seus alunos é a qualificação dos futuros profissionais com o enriquecimento de seu repertório e vocabulário circense e também informações de outras artes que podem se conectar ao Circo, como a Dança, Expressão Corporal, Música, Teatro, entre outras. Entre as atividades que integram o Programa Pedagógico do Programa de Formação do Artista de Circo (PROFAC) estão as Oficinas com profissionais e grupos que são referência nas artes.  E na próxima quarta-feira, 18 de março, teremos o prazer de receber o ator, artista e professor canadense Robert Dion, que ministrará a Oficina “Atuar é Reagir – Acting is Reacting – Jouer C´est Reagir” para alunos do PROFAC. A Oficina é fechada ao público, destinada apenas aos alunos do PROFAC em processo de formação.

Leia também:

Fernando Sampaio, do La Mínima, ministra Oficina de Comicidade Física para Educadores do Crescer e Viver

O Circo Crescer e Viver tem Patrocínio do Governo do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de Cultura, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, da Petrobras, da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura, do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e da Hope, e apoio da ABC Trust.

Cena de "Nous sommes 1000 en équilibre fragile", direção de Robert Dion. Foto: Pierre-Luc Schetagne

Cena de “Nous sommes 1000 en équilibre fragile”, direção de Robert Dion. Foto: Pierre-Luc Schetagne

SOBRE ROBERT DION:

Robert Dion - Foto: Arquivo pessoal de Robert Dion

Robert Dion – Foto: Arquivo pessoal de Robert Dion

Por muitos anos, Robert Dion, que estudou na Ecole Internationale de  Théâtre Jacques Lecoq em Paris, tem pesquisado sobre a teatralidade do movimento acrobático. Seus estudos de dança e teatro foram uma preparação para se unir ao Dynamo Theatre em 1982. Suas principais produções são: “Mur-Mur”, que já conta com mais de mil e quinhentas apresentações; “ Me, me, me” e o último “Nous sommes mille en équilibre fragile” ou  “Somos mil em equilíbrio delicado”, este último onde o artista explora  o Le Parkour, a Dança de Rua e o Slam. Robert Dion também trabalhou em vários teatros profissionais em Montreal, no Canadá.

Dion foi professor por quase 40 anos no teatro na Universidade de Québec, em Montréal, sobre uma abordagem física do jogo do ator. Além disso, ministrou cursos sobre métodos de criação Dynamo Theatre e em Amsterdã (Holanda), Buffalo, Los Angeles (Estados Unidos) e Rio de Janeiro (Brasil), entre outros.

Veja também:

Robert Dion – Entrevista em francês – Point Fixe – Boletim do Dynamo Théâtre – 2008

Cena de "Nous sommes 1000 en équilibre fragile", direção de Robert Dion. Foto: Pierre-Luc Schetagne

Cena de “Nous sommes 1000 en équilibre fragile”, direção de Robert Dion. Foto: Pierre-Luc Schetagne