Dirigida por Renato Rocha, montagem une o risco do circo tradicional à estética sensorial e sofisticada do contemporâneo e tem estreia internacional em grande estilo.

 

          Com elementos que reúnem o circo clássico ao contemporâneo, “Rastros”, novo espetáculo da Cia. Circo Crescer e Viver, depois de temporada de dois meses no picadeiro do Circo Crescer e Viver (de 22 de julho a 25 de setembro de 2016) estreará na França em 2017. A temporada acontece em fevereiro, nos dias 10, às 19h, 11, às 18h e 12, às 11h, no Le Village Chapiteaux, dentro da Biennale Internationale Des Arts Du Cirque, em Marseille. Outro convite recebido pela Companhia vem da cidade de Saint-Étienne, para apresentações a serem confirmadas no Festival des 7 Collines, no meio do ano.  Sob a direção de Renato Rocha, sete artistas executam técnicas circenses complexas e de risco, como trapézio, parada de mão, coreano e contorção, entre outras habilidades do mundo do picadeiro.

         O espetáculo “Rastros” é uma coprodução do Circo Crescer e Viver e da Archaos Cirque du Caractere, de Marseille. A ficha técnica é composta por nomes importantes no universo do circo, das artes cênicas e da música. A premiada cenógrafa Bia Junqueira assina a direção de arte, enquanto Daniel Gonzaga é responsável pela trilha sonora original. Para a preparação de elenco, a montagem contou com a expertise do diretor de teatro Zé Alex, da Companhia EnvieZada. A francesa Eléonore Guisnet é a responsável peça direção de movimento.

SINOPSE DE RASTROS: 

          “Rastros” é um espetáculo construído através de um processo de criação colaborativa, onde o elenco e a direção tiveram como fonte de inspiração e pesquisa suas próprias memórias e experiências de vida. Fotografias, frases, textos e poemas foram trazidos durante os ensaios, o processo foi enriquecido dia após dia resultando em um show que combina risco, imagem e poesia.

           A corda, o trapézio, a acrobacia, o contorcionismo, o equilíbrio, a união entre a ousadia e o risco do circo clássico e a sofisticação e uma nova abordagem estética do circo contemporâneo definem esse espetáculo construído por uma Companhia de Circo do Rio de Janeiro Janeiro. Durante anos temos procurado inovar nas artes do espectáculo, por isso esperamos que com este espetáculo o espectador reflita sobre a evolução humana e sua relação com animais e natureza e as marcas que deixamos neste mundo. Marcas que podem sugerir memórias do passado influenciam as escolhas no presente ou apontam caminhos para o futuro.

SERVIÇO: 

“Rastros” – Cia Circo Crescer e Viver na Biennale Internationale Des Arts Du Cirque 

Datas: Sexta-feira (10/02/17); Sábado (11/02/17); Domingo (12/02/17) 

Classificação Indicativa: Livre 

Local: Le Village Chapiteaux 

Endereço: Plage du Prado 

Avenue Pierre Mendès France

13008  – Marseille

 

MAIS INFORMAÇÕES:

CIRCO CRESCER E VIVER 

Informações Artísticas ou Técnicas e compra deste espetáculo (Brasil e exterior):

Vinicius Daumas: vinicius@crescereviver.org.br e Lívia Simas: producao.crescereviver@gmail.com

Comunicação: Christine Keller (Informações para a imprensa, release, fotos, divulgação em geral)

chriskeller.festivaldecirco1@gmail.com

 

Saiba mais sobre o Circo Crescer e Viver

Conheça o diretor Renato Rocha

Ficha Técnica de “Rastros”

O Circo CRESCER E VIVER tem Patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura, do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), da Rede Globo, da Childreach Internacional, da Rise Up & Care e Apoio da Vertical Rigging Sol